Pequenos Passos no Corredor

Hoje acordei com passinhos no corredor. Melhor, devo chamar de passões – stump, stump -. Meu filho, de 4 anos, acordou, e, pela primeira vez, foi ao banheiro sem seu tradicional “Mommy… I need to go potty” (Mamãe, tenho que ir ao banheiro). Da minha cama pude fiscalizar a ação – um pouco pelo reflexo do corredor no espelho do quarto e outro pouco por audição mesmo (ahhh… dos super poderes que ganhamos com a maternidade, super audição é um dos meus preferidos). Ele baixou a tampa do vaso, sentou sozinho, fez xixi, deu descarga (óóóó...) e subiu a calça SOZINHO!!!!

Você lendo isso pode estar pensando: “_sério!!! E daí? Aos quatro anos meu filho já até fritadava um ovo e você celebrando o fato do seu ter ido ao banheiro sozinho” … Bom, sim estou. Porque embora ele vá ao banheiro sozinho há mais de um ano, ele ainda tem o costume de me avisar e de pedir ajuda pra subir a calça todas as vezes. Mas não é o fato de ele ter tomado a inciativa que me alegrou. A “ida” independente desta manhã me ajudou entender que meu pequeno passou mais uma fase na vida dele, e isso explica muita coisa, especialmente as brigas que temos travado ao longo s últimas semanas.

Sério… gente.. quem merece personalidade de criança de 4 anos. O meu, da noite pro dia, entrou numas de: quero ficar sozinho, não estou falando com você, quero meu pai, sai, quero meu pai, não gosto dessa comida, quero meu pai, e, pra completar, também passou a fazer caretas, aprendeu bufar, e tentou (já umas duas vezes) me colocar pra pensar no canto. Ouuu.. e não é fácil! Concorda?! Se por um lado tem esse menino crescendo (saudavelmente) por outro tem uma mulher que há quatro anos está aprendendo ser mãe, e tem hora que essa mulher quer é sair correndo.

Então, nessa manhã, quando ele acordou, não me chamou, fez seu xixi, cuidou de todos os pormenores que seguem o ato, e se instalou confortavelmente na frente da televisão da sala… meu coração se aquietou e eu suspirei… meu pequeno menino, agora é um menino. A rebeldia passou a fazer um certo sentido. E por mais que eu, no meu papel de mãe, queira estar por perto, proteger e ajudar, entendo que as fases mudam e que agora é hora do passarinho tentar novos voôs. De qualquer forma… “MOMMY”… eu ainda tive que levantar da cama quentinha e ir até a sala. Afinal de contas, ele ainda não guardou qual o botão que liga a TV.

😉 Até!

Escrito por

... sou a eSTRANGERa. Dona de Casa. Motoqueira. Curiosa. Fiz o caminho inverso e gostei. Tempero a vida com uma pitada de romantismo. Sometimes I fly!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s