Invisalign: minha experiência

Recentemente recebi alta do meu tratamento ortodôntico com alinhadores invisíveis – conhecidos pela marca Invisalign. Esse tipo de tratamento é uma alternativa para quem precisa (ou quer) corrigir os dentes, mas não quer usar os aparelhos fixos de metal ou cerâmica, que foi o meu caso.

Usei aparelho durante a adolescência. Na época, o aparelho corrigiu os dentes que nasceram tortos, mas cinco dentes do ciso* e 20 anos depois lá estava eu com parte do sorriso desalinhado. Corrigir os dentes não era caso de urgência, mas eu também lidava com complicações na gengiva, justamente por conta dos dentes tortos. Então fui pesquisar o mercado e entender melhor sobre os alinhadores invisíveis.

IMG_6393

Confesso que o que mais me atraiu no Invisalign é o fato de ser um aparelho móvel. Ou seja, dá pra tirar para comer, para fazer minha higiene bucal, para fazer apresentações públicas, etc.

Essa liberdade com o aparelho é maravilhosa. Mas tem um detalhe: se você não se comprometer a usar o Invisalign por, pelo menos, 20 horas por dia, o tratamento não terá resultado. Ou seja, sim ele é móvel, mas não é pra ficar passeando na bolsa.

Como funciona?

O  tratamento é inteiramente acompanhado por um Ortodontista responsável. É o seu Dentista que discutirá com você a melhor forma para o seu tratamento, e como será o  movimento dos dentes. Depois, entra a parte de produção das placas.

No meu caso, foram 23 sets (como o da foto acima). Mas os sets foram divididos em duas etapas: na primeira 12, e na segunda 11. A cada dois meses eu tinha uma consulta de manutenção, e durante a consulta recebia meus sets. Eram três sets de cada vez, e eu devia troca-los a cada 3 ou 2 semanas.

Durante o intervalo entre uma etapa e outra, fiquei mais de dois meses com o mesmo set – que funcionou como uma espécie de mantenedor.

No meu caso, o tratamento durou um total de 15 meses. Os dentes estavam alinhados ao final das 12 primeiras placas, mas meu Ortodontista não estava satisfeito com o alinhamento da mordida. Seguindo a orientação dele, decidimos continuar uma segunda etapa.

9E688F12-E16C-44EB-9A5A-73729B2EA7B7
Antes e Depois: se você estiver considerando Invisalign saiba que mesmo sendo um aparelho móvel, talvez você tenha pequenas garras (attachments) grudadas em seus dentes. Os moldes usam essas garrinhas para puxar o dente e fazer o movimento necessário. 

Como cada caso é um caso, não dá pra ficar falando sobre o meu tratamento em particular. Mas se você está considerando Invisalign aqui vão minhas considerações.

Positivos e Negativos

Em primeiro lugar, entenda que durante o tratamento é preciso ficar com os aparelhos na boca por, pelo menos, 20 – das 24 horas – do dia. Sem chororô. É preciso disciplina e compromisso. Dá pra tirar pra comer, mas não pra ficar tomando cafezinho durante o dia.  Outros pontos a serem considerados:

  • vai rolar uma lingua presa.
  • vai machucar a lingua e as bochechas, especialmente nos dois primeiros dias com um set novo (mas o fixo também machuca).
  • vai dar dor de cabeça. Vai doer pra comer. Vai doer. Fato. Especialmente nos dois primeiros dias com um set novo.
Os dentes estão sendo re-alinhados e é desconfortável.
  • dá pra tirar quando sair com a turma, pra ir num jantar romântico, e pra comer milho.
  • dá pra usar fio dental. Aliás, a higienização bucal continua a mesma. Lembre-se que é sempre bom ser um pouco mais cuidadosa(o) quando comer e colocar os aparelhos de volta.
  • o tratamento é consideravelmente rápido, e as visitas de manutenção no dentista são só pra pegar os novos sets, e pra que ele ou ela possam checar se o encaixe está direitinho (em outras palavras, é pra ver se você está cumprindo com as 20 horas mesmo).
  • lembre-se também que, mesmo sendo uma opção móvel, o tratamento pode sugerir que você tenha as “garrinhas” grudadas no dente, e essas são fixas (e praticamente invisíveis.
Sobre o preço

É difícil falar sobre preço, porque esse é um fator que varia muito conforme sua localização e o profissional que você escolher. Mas entendo que, assim como pra mim, a questão financeira é um dos pontos principais na decisão de qual tratamento optar.

Por isso, vou te contar que, no meu caso, logo que na fase de orçamento, descobri que os valores eram os mesmos entre Invisalign ou o Fixo Tradicional (com um acréscimo caso eu optasse pelo fixo de cerâmica, que é da cor dos dentes). Com isso, deu pra eliminar da decisão o quesito preço. Mesmo quando decidimos que seria necessária uma segunda etapa com mais 11 sets de alinhadores, o valor do tratamento não mudou. **

Para encerrar

Definitivamente recomendo. Com exceção de adolescentes – já até aviso meu filho (de 7 anos) que ele não vai usar Invisalign se precisar de aparelho -, porque não acredito que essa seja uma opção eficiente para quem ainda está aprendendo lidar com responsabilidade. TEM QUE USAR  (20 horas por dia, no mínimo), ou não faz o efeito desejado. Entende?!

By the way: esse post é pra colaborar com quem está na fase de pesquisa e representa minha opinião e experiência.

Fico por aqui, mas se você quer mais informações, é só me escrever – gabihoover@estrangera.com ou deixa seu comentário abaixo.

* Sim, você leu CINCO (5) dentes do ciso. Por alguma razão na linha de evolução, eu vim pra esse plano com um dente do ciso a mais. O dito cujo era um “dente anão” mas estava lá.

** Leve em consideração que as práticas – e os impostos – são diferentes de País para País.

Leggings pra que te quero

Vamos combinar uma coisa: calça legging é “uó”!

Porque essa é uma peça do tipo que divide opiniões. Aff.. arrepia os pelinhos do braço só de pensar. Mas… quando usada direitinho, a calça legging é prática e super fashionable. Daí que a praticidade da legging superou o bom senso, e tem muita gente usando a roupa da ginastica pra todos os outros compromissos do dia.

O mercado de moda, que não é bobo nem nada, capitou a tendência e deu pra esse estilo o nome de: Athleisure (pronuncia mais ou menos assim: atlé-jur).  Ou seja: roupa de ginástica que a gente combina com acessórios e usa no dia-a-dia.

Eu aqui: sou super adepta 🙋🏻‍♀️

Legging preta é meu uniforme. Costumo combinar com uma camiseta mais comprida, para cobrir o bumbum. Me dá liberdade pra fazer meus exercicios e afazeres do lar. Mas, se preciso sair, é só jogar uma jaqueta, ou uma camisa, ou um casaco mais pesado, combinando com uma botinha ou um tenis, que pronto…. Posso encarar uma consulta médica, a padaria, o supermercado, os pais na saida da escola, e dependendo posso até tomar um café com cliente.

Pra tirar o look academia basta incrementar o visual. E aí a opção vai de acordo com seu estilo: botas, tenis, acessórios de tamanhos variados, bolsas, lenços, etc .

Tenha em mente que a escolha do que vestir na parte de cima será fundamental pra não deixar esse tipo de look vulgar.

Olha só algumas idéias para o Outuno/Inverno que a Thalita, do Ig. @as_3_mosqueteiras, separou pra gente.

1. Jeans básico 

9205B175-5D95-4C4F-98AA-E9DDE6A57B0E
Clássica: a “jaquetinha” jeans é básica e imbatível, ou seja, peça coringa para ter no seu armário/ closet. Ela deixa o visual mais cool e combina com legging estampada ou neutra. Pra variar no look aposte nos acessórios e modelos de tenis. Uma alternativa mais leve, para substituir a jaqueta, pode ser uma camisa com corte “boyfriend” jeans.
2. Parca ainda é tendência : 
FCCCDDFB-AF90-4684-851B-41ED80D825FB
Legging com detalhe de estrelas (um tesouro da #TJMax) e meu basicão preto. Optei por uma parca verde militar, meia colorida por cima da calça, e tenis de inverno. Charminho extra na brincadeira com um scarf e os pins na jaqueta. By the way: se você estiver pensando em investir em uma jaqueta nova, as parcas em tons militares ainda estão com tudo.
3. Visual urbano para os dias de frio:
D61EBD23-98BF-44F3-BA53-39C010DB3177
Para os dias mais frios: o casaco em lã é ótima opção! O estilo desse visual fica por conta do calçado que você escolher. O que vai bem? Uma bota (montaria, ankle, bikes, tênis  descolados). Lembre-se: o estilo é seu e estamos aqui para te ajudar a montar um look  aproveitando as peças que você, provavelmente, já tem no guarda-roupa.
4. Sugestão:
Image 2-26-18 at 9.31 AM (3)
Legging em um look básico que pode ser associado com qualquer das peças sugeridas acima. Aqui a Thalita, veste uma T-Shirt de “nozinho”, que dá para o visual um jeito descontraído e charmoso.

DICA para quem, entre uma atividade e outra, realiza tarefas domésticas: a grande sacada em usar bem o Atleisure está em evitar perder tempo, durante o dia, com  trocas de roupa. Então, se você tem que executar alguma tarefa doméstica tente adotar um avental pra proteger sua roupa de respingos. E tem tanto avental bunitinho por ai! (em inglês avental = apron, pronuncia ei-prin)

Pra finalizar, vamos lembrar que bom senso é sempre bom, inclusive na escolha de nosso vestuário. Sim, você pode se vestir confortavelmente, com muito estilo e praticidade, sem comprometer sua integridade.

Na dúvida se um look está bom ou não, pergunte pra alguem próximo e peça sinceridade na resposta. Por agora, fico por aqui.

Deixe seu comentário. Colabore com a discussão.  Mande sugestões. Esse canal é nosso!

Até, 🙂